Bem-vindo ao CLUBEBET. Por favor, faça o login ou registe-se.
Total de membros
12
Total de mensagens
763
Total de tópicos
763
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Geovany Quenda é o caçula do grupo que já trabalha sob a batuta de Rúben Amorim, tendo em vista a época que se avizinha. Tido como uma das joias da formação do Sporting, há muito que o treinador o tem debaixo de olho e já com plano traçado para o extremo, de 17 anos.

«O Quenda é um jogador em quem acreditamos muito que poderá estar com a equipa principal para o ano. É um jogador que olhamos como um grande projeto. Devagarinho, vendo as coisas, acho que poderá ser uma das opções para o próximo ano», disse Amorim, em conferência de imprensa, em março último, após Quenda ter dado nas vistas ao serviço da Seleção Nacional de sub-17.

Chegou a Portugal em 2016, tinha nove anos, oriundo da Guiné-Bissau, para se juntar ao pai, que havia criado condições para trazer a família e dar-lhe melhores condições. Quenda foi ao Damaiense fazer um treino à experiência, de calças de ganga, e foi o suficiente. «Tem aqui um futuro Cristiano Ronaldo», disseram ao pai, Tcherno Quenda.

Franzino, mas com um toque de bola diferenciado que depressa começou a despertar atenções. Ingressou no Benfica, onde esteve duas época, e em 2019 foi pescado pelo Sporting, numa altura em que a pandemia de Covid-19 alastrou em Portugal, o que levou a interregno nas competições desportivas de formação, mas isso não atrasou, nem atrapalhou, a sua afirmação. Já no radar de vários scouts, Geovany Quenda assinou contrato profissional com o Sporting a dia 1 de agosto do ano e, sem surpresas, revelou a sua referência no plantel: «Edwards, é muito forte tecnicamente e no um contra um, gosto muito de o ver jogar». Por ironia do destino, passado um ano, Quenda tem a possibilidade de ocupar a vaga do inglês, que tem porta de saída de Alvalade aberta.

Pai de Geovany Quenda: «Ele está pronto para a equipa principal do Sporting»
Pai de Geovany Quenda: «Ele está pronto para a equipa principal do Sporting»
A BOLA falou com o progenitor do prodigioso avançado dos leões que, após impressionar na formação, integrou a equipa principal nesta pré-época

O interesse de clubes de Inglaterra em Edwards é real e, sabe A BOLA, a SAD do Sporting está disposta a negociar o jogador – num negócio a envolver os €25/30 milhões – sendo que a solução pode estar dentro de casa, com Quenda a estar já a ser moldado à imagem do treinador e do sistema de jogo da equipa.

Ao longo da época passada Quenda foi chamado a vários treinos da equipa principal e até foi convocado para o jogo com o E. Amadora, referente à 10.ª jornada, num jogo que os leões venceram por 3-2, e para o jogo com a Atalanta, na 1.ª mão dos oitavos de final da Liga Europa, que terminou empatado (1-1).

MARADONA DE ALCOCHETE
Desequilibrador é como Quenda se tem mostrado. Tanto de leão ao peito – é o mais jovem a ter-se estreado pela equipa B – como com a camisola das quinas ao peito, tendo sido apelidado de Maradona de Alcochete após um lance no Torneio Pinatar, de sub-17, jogado em Múrcia, na Espanha, em setembro último, em que teve uma arrancada, antes do meio-campo, frente a Marrocos, a fez lembrar Maradona, tendo pegado na bola e percorrido metade do terreno, deixando cinco adversários pregados ao relvado, finalizando o 6-0 com que terminou a vitória lusa.

Quenda chegou ao topo da pirâmide e, agora, terá oportunidade de explorar as suas características – é ágil, rápido, imprevisível e com excelente leitura de jogo -, e agarrar com unhas e dentes o desafio que terá pela frente.