Bem-vindo ao CLUBEBET. Por favor, faça o login ou registe-se.
Total de membros
12
Total de mensagens
756
Total de tópicos
756
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Os ambientes de jogos de fortuna e azar são muitas vezes visados por quem pretende branquear capitais. A rapidez das transações e utilização de várias opções de processamento de pagamentos tornam as empresas de jogos de fortuna e azar especialmente vulneráveis a esta atividade.

Por conseguinte, muitas das decisões iniciais do administrador em termos de negociação e procedimentos destinam-se a combater diretamente esta ameaça, ou as proteções da empresa são reforçadas como subproduto da abordagem/estratégia comercial e de negociação adotada pela empresa.

TODOS os funcionários receberão formação sobre indicadores de Branqueamento de Capitais, tais como (mas sem caráter limitativo):

Padrões de Apostas Invulgares
Padrões suspeitos de depósitos e levantamentos (dimensão e frequência)
Fiabilidade de Dados de Cartões
Problemas de verificação dos clientes e Usurpação de Identidade
Ligação de contas/contas múltiplas
Todas as situações em que haja suspeita de tentativas de Branqueamento de Capitais têm de ser comunicadas ao MLRO, mas essa suspeita não deve ser transmitida ao cliente e é necessário aguardar consentimento para proceder a outras medidas. O MLRO é então responsável por estabelecer contactos, enviar Relatórios de Atividades Suspeitas e solicitar consentimento através do sistema goAML da Unidade de Informação Financeira (Financial Intelligence Unit, FIU) do Curaçau, quando e onde adequado. Irá também garantir que são mantidos registos adequados para todas as comunicações relacionadas.